Ao receber o diagnóstico de diabetes é normal nos sentirmos confusos, não sabermos muito bem como retornar a rotina e parece que nunca iremos aprender tudo.

Fique tranquilo. Estamos aqui para te ajudar neste processo. Vamos às principais questões?

Diabetes tem cura?

Até hoje não foi encontrada uma cura para o diabetes. Pesquisas apontam que adotar um estilo de vida saudável, perda de peso e exercício físico pode diminuir a necessidade de medicação para diabetes tipo 2. Mas não é considerado uma cura.

Existem cirurgias como, por exemplo, a de transplante de ilhotas e a cirurgia bariátrica. Dependendo do caso de cada um, essas cirurgias podem ser indicadas e como consequência podem reduzir ou eliminar a necessidade de medicação.

No entanto, ainda não é considerado cura, pois não é indicada para qualquer pessoa e pode haver necessidade de tomar imunossupressor. Para que não haja rejeição na cirurgia de transplante. Sendo assim, é possível ter uma vida normal, uma vez que se mantenha junto à ela os cuidados com o diabetes.

Eu tenho que eliminar o açúcar da minha vida?

Praticamente tudo o que comemos (mesmo que seja salgado) se transforma em açúcar no nosso corpo. Principalmente os carboidratos. Isso não quer dizer que temos que parar de comer carboidratos.

Todo mundo precisa comer carboidratos como parte de seu plano alimentar, mas ele precisa ser medido e fazer parte de uma estratégia equilibrada. A quantidade e o tipo de carboidrato, assim como seu acompanhamento (como, por exemplo, proteínas), irá influenciar em quanto vai aumentar a taxa de açúcar e com que rapidez. Consulte seu nutricionista para mais informações.

No dia a dia, você pode utilizar o GlicOnline para consultar e registrar os nutrientes dos alimentos. Facilitando a contagem de carboidratos da sua alimentação. Caso utilize insulina, o aplicativo também auxilia no cálculo da sua dose.

Devo escolher só alimentos light, diet e zero?

Como explicamos na pergunta anterior, não é porque um alimento não tem açúcar que ele não aumenta a glicemia. Isso porque alguns nutrientes presentes na nossa alimentação se transformam em açúcar, sendo o principal deles, os carboidratos.

Um alimento pode ser:

  • light (ter no mínimo a redução de 25% de um ingrediente, que nem sempre é o açúcar),
  • diet (eliminação de um ingrediente da sua composição, não necessariamente o açúcar) e/ou
  • zero (produto sem açúcar, mas pode conter gordura e carboidratos, que irão também aumentar a glicemia).

Portanto, converse com seu nutricionista e fique atento ao rótulo dos alimentos. Com o GliConline no seu celular, você pode acessar de qualquer lugar a tabela nutricional inclusive de alimentos sem rótulos.

Quantas vezes tenho que verificar minha glicose no sangue?

Para ter certeza, pergunte ao seu médico com que frequência você deve verificar sua glicose no sangue. Se você está tratando o diabetes através de dieta, exercício e/ou medicação oral, recomenda-se verificar o seu nível de glicose no sangue pelo menos duas vezes por dia.

Se você toma insulina, recomenda-se verificar a glicemia pelo menos quatro vezes por dia. Isso irá ajudá-lo a avaliar seus cuidados com o diabetes. Principalmente se você conseguir registrar as suas glicemias para poder levar para a sua equipe médica.

Com GlicOnline você pode registrar suas glicemias, medicações e alimentação e ter os dados necessários para tomar as melhores decisões para o seu tratamento.

O diabetes causar outras complicações?

Sim, a diabetes pode levar a uma série de complicações como:

  • ataques cardíacos,
  • acidentes vasculares cerebrais,
  • doença renal,
  • cegueira,
  • doença dos vasos sanguíneos,
  • amputações,
  • lesões nervosas,
  • impotência nos homens entre outros.

No entanto, pesquisas recentes apontam que com os cuidados certos para cada um é possível reduzir o risco ou até evitar o aparecimento de complicações.

Gripe, período menstrual, estresse e infecções podem influenciar a glicemia?

Quando ficamos doentes, estressados ou em outras circunstâncias que nosso corpo muda como durante o período menstrual, o nosso corpo libera hormônios que podem elevar a glicemia.

Uma dica é discutir um plano com a sua equipe médica sobre o que fazer em tais ocasiões, para que isso não atrapalhe o seu tratamento, como verificar com mais frequência sua glicemia, aumentando o número de testes por dia.

No nosso texto sobre YOGA, apresentamos 6 técnicas que você pode aprender para aliviar o stress. Confira clicando AQUI!

Ficam aqui as nossas respostas para estas 6 dúvidas! Lembramos que o tratamento do diabetes é específico para cada pessoa, sendo importante você conversar e tirar todas as dúvidas com sua equipe médica.

Vale lembrar que você não está sozinho e que existem inúmeras associações de diabetes no Brasil que prestam serviços de orientação e nas quais você pode encontrar pessoas para compartilhar sua experiência.

Vamos juntos? Baixe o GlicOnline gratuitamente e até a próxima!

Obs: Recentemente postamos o texto Diabetes e Seus Tipos Mais Comuns, e lá você pode entender um pouco mais sobre os principais tipos de diabetes.